Bate Papo com Autora Fabiane Guimarães

quarta-feira



Heeey!!! Advinha quem eu trouxe para bater aquele papo maravilhoso?! Isso mesmo, a encantadora Fabi *-*

Vale ressaltar que ela foi muito gentil, um amor de pessoa, respondeu algumas perguntinhas sobre ela, sua vida, seus trabalhos e afins. Ela lançou seu livro A Tristeza Dos Outros (no qual, já saiu resenha essa semana aqui no Blog).


Convido a todos vocês, darem uma passadinha lá na Amazon e conhecerem um pouco mais dessa história arrebatadora...

A Tristeza Dos Outros 
 

                                                      - Sobre a Autora:



Fabiane Guimarães tem 25 anos, nasceu no interior de Goiás e é radicada em Brasília. Jornalista de formação, publicou vários contos em antologias e revistas literárias. Além do romance "A tristeza dos outros", escreveu o folhetim "Pequenas esposas", publicado na Revista Azmina.

Site oficial: www.fabianeguimaraes.com
Instagram: fabicguimaraes




1- Quando decidiu começar a escrever? Porque?
-Eu comecei a escrever os oito anos, pouco depois de ser alfabetizada. As minhas memórias mais antigas envolvem
um caderno de arame, um lápis e algumas histórias curtas. Eu era uma criança solitária, e escrever me levava a viver
 as aventuras que eu tanto queria.


2- Sobre seu primeiro trabalho: de onde veio a inspiração? Quem te incentivou? De onde e quando surgiram as idéias?

- Antes deste livro, "A tristeza dos outros", escrevi muitos outros, que não considero prontos e nem bons. Por isso digo
que é meu primeiro romance. A inspiração veio da dor. Foi um momento conturbado para mim, na época. Muitos amigos
queridos e familiares faleceram em um espaço de tempo curto, eu estava passando pelo fim de um relacionamento, a história
me ajudou a superar tudo isso.


3- Qual de seus personagens é seu favorito? Qual foi o mais difícil de ser escrito? Porquê?

-A minha personagem favorita, no caso do Tristeza dos outros, é a Muriel. Ela tem um quê de misticismo,
mas ao mesmo tempo de força e realidade, acabou sendo bastante divertido de escrever. Mas justamente
a parte dela foi a mais difícil, porque eu precisava me expressar em outra linguagem, mais regionalista e interiorana.
Foi um desafio, mas gostei do resultado.


4- Se pudesse escolher um autor(a) para ter conselhos, dicas e bater um papo, qual seria?

- Pode ser três? Gostaria de me reunir em uma mesa redonda com Adriana Lisboa, escritora carioca
da qual gosto muito, a chilena Isabel Allende e a portuguesa Inês Pedrosa.


5- O que você mais gosta em suas próprias histórias?

- Gosto da poesia que existe nelas.


6- Você já se imaginava escritora quando era pequena? O que mudou de lá para cá?

- Sempre foi meu sonho. Quando cresci, contudo, me tornei mais racional, entendi que teria
que fazer uma faculdade mais "realista". Hoje sou jornalista, um pouco mais pé no chão. Não
sei ainda se foi um erro rs


7- Qual seu livro de cabeceira? Seu favoritinho da vida?

- Não tenho um livro favorito, especificamente. Gosto de dizer que tenho um "top 10", no qual estão obras bem diversas como "A visita cruel do tempo",
da Jennifer Egan, e "Viva o povo brasileiro", do João Ubaldo Ribeiro.


8- Se pudesse mudar alguma coisa na sua vida, o que seria?

- Se eu pudesse mudar, eu já seria rica, famosa e com muitos leitores (risos). Mas é melhor deixar a vida
acontecer.


9- Você como leitora, qual seu gênero favorito?

- Gosto muito de romances históricos e de dramas em geral.


10- Você já passou por algum momento marcante depois de lançar seu livro? (Seja com leitores, autores ou algum acontecimento que a marcou profundamente). Qual?

- Nunca lancei nenhum livro físico (ainda). Mas tive uma experiência muito bacana no ano passado, quando publiquei um folhetim na Revista Azmina, que é uma revista
sobre feminismo. O nome do romance é "Pequenas esposas", é sobre casamento infantil e eu publicava um capítulo todas as sextas-feiras. No começo achei que ninguém fosse acompanhar,
mas tive uma audiência de aproximadamente 20 mil pessoas, foi incrível, várias pessoas me escreviam para dizer que estavam gostando muito. No mais, sempre me comove
quando as pessoas dizem que choraram lendo minhas histórias, principalmente porque na maior parte das vezes eu mesma chorei enquanto as escrevia.


11- Se eu te dissesse que sonho em publicar meu livro, o que você me diria?

- Que o caminho é duro, longo, mas que vale a pena – só não vale desistir. É preciso ler muito, escrever muito
e, principalmente, saber recomeçar.


12- Tem planos, projetos novos? Qual o próximo passo? Conta tudo para nós ❤

- Estou buscando editoras para viabilizar o "Pequenas esposas" em livro físico. Enquanto isso,
escrevo meu terceiro romance, um romance histórico sobre uma família amaldiçoada no interior de Goiás.

Um beijo,
Carol.








17 comentários:

  1. Que bacana, respostas super objetivas e o mais legal foi a idade em que ela passou á ter interesse por escrever. Mega fofa

    Que bacana, amei a dica, suuuper necessito ainda mais após as minhas 2 dengues kkk #traumatizada!
    Não conhecia o produto e super amei a dica e principalmente o valor que está super acessível

    https://deualoucanatatau.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim kkk
      Pois é, ela é um amor de pessoa, o livro é simplesmente incrível e o precinho é muitoooo bacana!!

      Excluir
  2. Ficou muito legal seu post e a entrevista gostei

    ResponderExcluir
  3. Amei essa entrevista! Que linda que ela é ♥
    Vou ler a resenha também!
    Beijos.

    www.meumundonofundo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Mai, ela é um amooor!
      Onwn muito obrigada!!!
      Um beijooo minha flor!!

      Excluir
  4. Ela respondeu tao bem a entrevista que fiquei curiosa pra conhecer ela.
    Beijoss
    www.aanneferreira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ela é uma pessoa maravilhosa, mega fofa haha
      O livro é incrível, dá uma passadinha na Amazon para saber mais flor!!
      Beijooo!

      Excluir
  5. Carol que entrevista maravilhosa com a Fabiane, foi um prazer conhecer ela, saber um pouco mais sobre a vida dela, bom termos uma autora tão jovem, parabéns pela entrevista bjs.

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso esse bate-papo com ela, adorei a entrevista, é sempre bom a gente saber e conhecer um pouco mais dos autores. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Novamente parabenizarei a autora pela coragem de entrar nesse mundo e claro pelo amor, em dias que os jovens só querem saber de coisas fáceis a mão ainda podemos ver alguns que se divertem escrevendo e criando histórias.

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito de conhecer esta autora. Ainda não conhecia, mas já me interessei pelo livro.
    Bjus!

    ResponderExcluir
  9. Gostei de conhecer um pouco mais sobre a autora.
    Super beijo ^^

    ResponderExcluir
  10. Ótima entrevista, sempre bom poder conhecer assim um pouquinho de alguém!
    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Entrevista sincera de uma autora promissora. Parabéns!

    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Que linda, amamos as respostas, ela é muito dedicada e sabe o que quer, tem respostas certeiras.

    ResponderExcluir

Layout Por : Mia Creations | All Rights Reserved.